Mapa Interativo Da História Belarussa

A localização de Belarús bem no centro geográfico da Europa sempre trouxe para seu destino consequências diferentes. Por um lado, forneceu comunicações econômicas externas, por outro lado, atraia guerras e destruição. Nós criamos o mapa que conta sobre a formação da Belarús contemporânea, a fim de lembrar sobre a incrível história do nosso país.

Grão-
Ducado da Lituânia

Mindoŭh

1195–1263
  • Criação do Grão-Ducado da Lituânia com a capital em Navahrudak
  • Derrota dos tártaros perto de Krutahorje
  • Coroação de Mindoŭh

    Depois da adesão das terras vizinhas por Navahrudak sob o governo de Mindoŭh, outros antigos ducados belarussos gradualmente se juntaram ao novo estado. Todos eles estavam interessados no fortalecimento do poder do governo, o que significava proteção confiável contra os inimigos, enquanto desenvolviam agricultura, comércio e artesanato.

  • Ataques tártaro-mongois nas terras do Grão-Ducado da Lituânia
  • Exército do Grão-Ducado da Lituânia derrotou os cruzados perto do lago Durbe
  • Mindoŭh começou a guerra com a Ordem da Livônia e ganhou o controle sobre Samogícia

Traniata

Assassinado em 1264
  • Assassinato de Mindoŭh como resultado da luta interna

Vojšałk

1223–1267
  • Assassinato de Traniata. Vojšałk, filho de Mindoŭh, chegou ao poder

Švarn Daniłavič

1230s–1270

Trajdzień

Morreu em 1282

Daŭmont

Morreu em 1285
  • Derrota das tropas mongóis pelas tropas do Grão-Ducado da Lituânia, perto de Mahiłna

Budzikid

Década de 1240–1290

Budzivid

Morreu em 1295
  • Vicién suprimiu a revolta dos senhores feudais da Samogícia, que planejavam formar uma aliança com os cruzados

Vicień

Morreu em 1316
  • Pahonia tornou-se o brasão de armas do Grão-Ducado da Lituânia

    O declívio temporário do ducado foi superado durante o governo de Vicień.

  • Vicién repeliu o ataque dos cruzados para Samogícia e concluiu um tratado de paz com Riga
  • Adesão voluntária da terra de Połack como uma autonomia
  • Vitória sobre os cavaleiros alemães perto de Navahrudak

Hiedymin

1275–1341
  • Durante o reinado de Hiedymin quase todos os ducados belarussos se juntaram ao Grão-Ducado da Lituânia. Os primeiros elementos da cultura ocidental foram emprestados ao mesmo tempo.

  • Adesão das terras de Brest
  • Adesão das terras de Vitebsk após o casamento de Alhierd, filho de Hiedymin. Seu outro filho, Narymont-Hleb (provavelmente) tornou-se o proprietário do ducado de Pinsk
  • Transferência da capital para Vilna
  • Adesão do ducado de Minsk ao Grão-Ducado da Lituânia, após a morte do príncipe Vasil. Além disso, a adesão do ducado de Słuck
  • Vitória sobre os cavaleiros Teutônicos no rio Akmene
  • Adesão do ducado de Turaŭ
  • Conquista do ducado de Volodymir-Volynsky

Jaŭnut

1308–1366

Alhierd

1295–1377
  • Durante o reinado de Alhierd o total do território do Grão-Ducado da Lituânia foi duplicado e os ducados belarussos receberam lugar central no estado. A língua belarussa era a oficial.

  • Vitória sobre os cavaleiros alemães no rio Strėva
  • Adesão dos ducados de Bryansk e Rzhev
  • Adesão do ducado de Mscislaŭ
  • Derrota dos tártaros na batalha das Águas Azuis. A adesão das terras de Kyiv, Chernihiv-Severia, Pereiaslav e Toropets
  • Adesão da Podólia
  • Volhynia pertence à Polônia
  • Campanhas militares contra Moscou

Uładzisłaŭ II Jahajła

1362–1434
  • Devolução do ducado de Rhev a Moscou

    O batismo da Lituânia e a batalha de Grunwald (1410), que pôs fim à expansão dos Cavaleiros Teutônicos, são considerados os principais acontecimentos do reinado de Jahajła.

Kiejstut

1297–1382

Uładzisłaŭ II Jahajła

1362–1434
  • Assassinato de Kiejstut
  • Reconciliação entre Jahajła e Vitaŭt
  • União de Kreva entre o Grão-Ducado da Lituânia e o Reino da Polônia
  • Vitaŭt briga novamente com Jahajła e começa a luta pelo poder no Grão-Ducado da Lituânia

Vitaŭt Kiejstutavič

Cerca de 1350–1430
  • Acordo de Ostrów: Vitaŭt se torna o Grão-Duque da Lituânia aceitando a dependência de Jahajła

    Durante o reinado de Vitaŭt o Grão-Ducado da Lituânia atingiu a maior potência e o tamanho máximo, da cidade de Pskov até o Mar Negro e do rio Oka e cidade de Kursk até a Galícia. O Ducado tornou-se o estado mais poderoso da Europa Central e Oriental.

  • Adesão do ducado de Smolensk pelo Grão-Ducado da Lituânia
  • Tratado de Salynas: Grão-Ducado da Lituânia cedeu parte da Samogícia à Ordem Teutônica
  • Pacto de Vilnius e Radom: Vitaŭt oficialmente proclamado o Grão-Duque da Lituânia para o resto da vida
  • Perda das terras de Smolensk
  • Jahajła devolveu Podólia à Polônia
  • Retorno das terras de Smolensk
  • Vitória na batalha de Grunwald
  • Paz de Thorn: retorno da Samogícia ao Grão-Ducado da Lituânia. Além disso, Vitaŭt reccebeu de Jahajła as terras da Podólia
  • União de Horodło
  • Tratado de Melno: retorno da Samogícia ao Grão-Ducado da Lituânia
  • Ducados supremos se tornaram vassalos do Grão-Ducado da Lituânia

Śvidryhajła

Cerca de 1370–1452
  • Adesão de Tula pelo contrato com Duque de Ryazan Ivan Fyodorovich. Retorno da Podólia para a Polônia

Žyhimont Kiejstutavič

Cerca de 1365–1440
  • Guerra civil entre Žyhimont and Śvidryhajła pelo poder no Grão-Ducado da Lituânia
  • Divisão da Podólia e adesão da sua parte oriental ao Grão-Ducado da Lituânia
  • Perda de Tula

Kazimir IV Jahiełončyk

1427–1492
  • Depois do assassinato de Žyhimont Kiejstutavič no castelo de Trakai, Kazimir, de 12 anos de idade, foi eleito para ser Grão-Duque da Lituânia

    Naquele tempo Belarús foi chamada de “terra de castelos” por viajantes provenientes da Europa Ocidental. Durante esse período foram construídos grandes castelos em Navahrudak, Kreva, Lida, Viciebsk, Medininkai, Trakai.

  • Kazimir Jahiełončyk se torna Rei da Polônia com nome Kazimir IV
  • Privilégio de Kazimir: começou a servidão, escravização dos camponeses
  • Publicação do Código de Kazimir IV

    O Grão-Ducado da Lituânia tornou-se um exemplo de estado onde pessoas de diferentes nações e religiões conviviam felizmente. O período do século XVI - início do século XVII é chamado de “século dourado” na história do país.

Alaksandar Jahiełončyk

1427–1492
  • Primeira guerra entre o ducado de Moscou e o Grão-Ducado da Lituânia (até 1494)
  • Privilégio de Aleksandr: poder absoluto no Grão-Ducado da Lituânia substituído pelo poder dos representantes das classes
  • Guerra entre o ducado de Moscou e o Grão-Ducado da Lituânia
  • A guerra entre Moscou e Lituânia termina com o Tratado de Anunciação

Žyhimont I Stary

1467–1548
  • Tratado de Paz Eterna
  • Vitória de Kanstancin Astrožski sobre os moscovítas na Batalha de Orša

    A batalha de Orša se tornou uma das maiores batalhas da Europa do século XVI. Todas as cidades capturadas foram liberadas. Ao mesmo tempo, a aliança secreta de Moscóvia com outros países europeus, dirigida contra o Grão-Ducado da Lituânia, começou a desmoronar.

  • Francysk Skaryna publica seu primeiro livro impresso em belarusso em Praga
  • Francysk Skaryna fundou a tipografia em Vilnius
  • A publicação do poema de Mikałaj Husoŭski “O Cântico sobre o Bisão”
  • Adesão da região do Campo Selvagem pelo Império Otomano
  • Primeiro Estatuto do Grão-Ducado da Lituânia
  • Mais um armistício com Moscou

Žyhimont II Aŭhust

1520–1572
  • Cidades belarussas desse tempo se assemelhavam com cidades europeias pela sua aparência e modo de vida. Os territórios vizinhos que ficavam para o leste de Belarús ainda eram governados com o sistema feudal e não tinham direito de Magdeburgo, que dava autonomia para as cidades. O Grão-Ducado da Lituânia tornou-se o posto avançado oriental do Renascimento.

  • Guerra da Livônia (até 1583)
  • O Ducado da Curlândia e Semigália se torna protetorado do Grão-Ducado da Lituânia
  • Symon Budny começa a publicar livros em Niasviž
  • Exército de Ivan Terrível toma Połack
  • Bíblia dos Radziwiłł impressa em Biarescie
  • Derrota das tropas de Moscou no rio Ula
  • Segundo Estatuto do Grão-Ducado da Lituânia. O Ducado da Livônia officialmente se torna parte do Grão Ducado da Lituânia chamado Inflantia

República das Duas Nações

  • Aprovada a União de Lublin, ato de unificação de dois estados federais, o Grão-Ducado da Lituânia e o Reino da Polônia, em República de Duas Nações

Hienrych III Vałua

1551–1589
  • A República das Duas Nações se criou como a Confederação da Polônia e do Grão-Ducado da Lituânia, o que não impediu a existência desses dois estados.

Stefan Batory

1533–1586
  • Fundação da Academia de Ostroh
  • Fundação da Universidade de Vilnius
  • Libertação de Połack
  • Vasil Ciapinski publicou o Evangelho em belarusso
  • Tratado de Yam-Zapolsky entre a República da Duas Nações e o estado da Moscóvia

Žyhimont III Vaza

1566–1632
  • Terceiro Estatuto do Grão-Ducado da Lituânia

    O Terceiro Estatuto do Grão-Ducado da Lituânia tornou-se a coleção mais avançada e perfeita das leis na Europa da época. O documento estabeleceu a idéia de tolerância religiosa e proteção de direitos de todos os residentes do país independentemente da sua religião.

  • União de Brest entre as igrejas católica e ortodoxa na República das Duas Nações
  • Guerra entre a República das Duas Nações e a Suécia
  • Início da intervenção da República das Duas Nações nas fronteiras do estado da Rússia
  • Derrota do exército sueco perto de Kircholm
  • Tropas da República das Duas Nações ocuparam Moscou
  • Libertação de Moscou do exército da República das Duas Nações
  • Paz de Deulino entre o estado da Rússia e a República das Duas Nações
  • Tropas da República das Duas Nações derrotaram o exército turco perto de Khotyn
  • Paz de Altmark como resultado da derrota da República das Duas Nações na guerra contra a Suécia

Uładzisłaŭ IV Vaza

1595–1648
  • Guerra de Smolensk entre a Rússia e a República das Duas Nações (até 1634)

Jan II Kazimir Vaza

1609–1672
  • Revolta dos cossacos e camponeses (até 1651)
  • Ocupação do Grão-Ducado da Lituânia pelas forças de Moscou, por treze anos. Como resultado, as terras de Belarús perderam metade da sua população

    A guerra de 1654 recebeu o título de “dilúvio sangrento”. De um modo geral, todo o século consistiu em guerras contínuas.

  • Primeira Guerra do Norte entre a Suécia e a República das Duas Nações
  • De acordo com o Tratado de Wehlau e Bromberg, A República das Duas Nações desiste da Prússia Oriental pelo apoio militar de Brandenburgo em caso de guerra
  • Batalha de Palonka
  • Revolta de Mahilioŭ
  • Tratado de paz de Andrusovo entre a Rússia e a República das Duas Nações

Michał Karybut-Višniaviecki

1640–1673
  • Tratado de paz de Buchach entre o Império Otomano e a República das Duas Nações. Início da segunda guerra entre a Polônia e a Turquia

Jan III Sabieski

1629–1696
  • A República das Duas Nações passou pela última ascenção durante o reinado de Jan Sabieski.

  • Tratado de paz de Zhuravno entre o Império Otomano e a República das Duas Nações
  • Início da guerra contra a Turquia e o Khanato da Crimeia

Aŭhust II Mocny

1670–1733
  • Tratado de paz de Karlowitz, depois do qual a República das Duas Nações conseguiu de volta quase todas as terras perdidas pelo Tratado de Buchach
  • Grande Guerra do Norte

    A enfraquecida República das Duas Nações cada vez mais se assemelhava à extensão do Império Russo. Pedro I, czar russo, conseguiu a redução do exército da República que não devia superar 24 mil pessoas, enquanto os exércitos dos países vizinhos eram dez vezes maiores.

Stanisłaŭ I Laščynski

1677–1766

Aŭhust II Mocny

1670–1733
  • Batalha de Poltava
  • Soldados de Pedro I explodiram a Catedral de Santa Sofia em Połack

Stanisłaŭ I Laščynski

1677–1766

Aŭhust III

1696–1763

Stanisłaŭ II Aŭhust Paniatoŭski

1732–1768
  • Vitória do general russo Suvorov sobre o exército do Grão-Ducado da Lituânia do grande hetman Ahinski

    Em 1795, Stanisłaŭ II Aŭhust Paniatoŭski, Rei da Polônia e Grão-Ducado da Lituânia, sob pressão, teve que renunciar ao trono, em favor da imperatriz russa Catarina II. O estado federal da República das Duas Nações, e ambos os países que a constituiam, o Reino da Polônia e o Grão-Ducado da Lituânia terminaram a sua existência.

  • Primeira divisão da República das Duas Nações
  • Sejm Geral da República das Duas Nações aprova a Constituição do país, primeira na Europa
  • Segunda divisão da República das Duas Nações
  • Revolta de Kościuszko

Províncias do Império Russo

  • Terceira divisão da República das Duas Nações
  • Guerra do Império Russo contra Napoleão
  • Criação da união de Philomatas

    Belarús se tornou bucha de canhão e zona-tampão para questões militares. A guerra contra Napoleão tirou a vida de um quarto da população belarussa.

  • Criação da união “Camaradas militares”
  • Revolta de Liberação
  • Fechamento da Universidade de Vilnius
  • Implementação da educação em russo. Criação da ilegal “União Democrática”
  • Cancelamento da União de Brest feito entre as igrejas católica e ortodoxa na República de Duas Nações
  • Cancelamento do Estatuto do Grão-Ducado da Lituânia. O território belarusso anexado pelo Império Russo recebeu a denominação de “Território do Noroeste”

    Cidades belarussas perderam os brasões antigos e o direto de Magdeburgo que antes lhes garantia autonomia.

  • Jan Barščeŭski publicou a primeira parte do livro “Nobre Zawalnia, ou Belarús em estórias incríveis”
  • Proibição do uso de Łacinka, grafia do alfabeto latino em idioma belarusso
  • Abolição da servidão
  • Publicação de “Mužyckaja Praŭda” (“Verdade Camponesa”), primeiro jornal em idioma belarusso
  • Revolta de Kastuś Kalinoŭski

    A Revolta de 1863 tornou-se um exemplo raro na história do século XIX, quando um pequeno grupo de pessoas armadas se rebelou contra um grande império lutando pela sua dignidade pessoal e nacional.

  • Pena de morte aplicada em Kastuś Kalinoŭski in Vilnius. Proibição da língua belarussa nas escolas
  • Vincent Dunin-Marcinkievič publicou sua peça de teatro “Pinskaja šlachta” (“A Nobreza de Pinsk”)
  • Começa a ser publicado em São Petersburgo pelos estudantes belarussos, a revista ilegal “Gomon”, em idiomas belarusso e russo

    Em condições de proibição de facto de publicações em língua belarussa até 1905, as publicações sem censura em outros países ganharam um lugar importante no surgimento da nova literatura belarussa.

  • Publicado livro de Francišak Bahuševič “Dudka biełaruskaja” (“Dudka belarussa”)
  • Criação do primeiro partido político belarusso, “Hromada” (“Assembléia”)
  • Fuzilamento da manifestação em Minsk por ordem do governador Kurlov
  • Publicadas as primeiras edições dos jornais “Naša Dola” (“Nosso destino”) e “Naša Niva” (“Nosso campo”), sendo o último existente até hoje
  • “Breve história de Belarús” publicada por Vaclaŭ Lastoŭski
  • Início da Primeira Guerra Mundial
  • Revolução de Fevereiro: o poder passa para o Governo Provisório
  • Revolução de Outubro

    O governo dos bolcheviques chegou ao poder.

  • O Soviet de deputados trabalhadores e soldados de Minsk tomou o poder. Criação do Comitê Revolucionário-Militar da Frente Ocidental

Região Ocidental

Karl Łander

1883–1937
  • Criação da Região Oeste da República Soviética Federativa Socialista Russa
  • Abertura do Primeiro Congresso Geral Belarusso

    Associação temporária criada para centralizar o governo com ajuda das autoridades locais.

  • Bolcheviques deixaram Minsk

República Popular Belarussa

Jan Sierada

1879–1943
  • Primeiro Estatuto da República Popular Belarussa: O Comitê Executivo do Congresso Geral Belarusso se declarou a autoridade de Belarús

    A República Popular Belarussa não encontrou muito apoio do povo. A república foi estabelecida em condições extremamente inadequadas durante o regime de ocupação que foi dirigido contra as aspirações nacionais e as autoridades dos estados declarados.

  • Tratado de paz de Brest-Litoŭsk
  • Segundo Estatuto da República Popular Belarussa: Belarús declarada uma República popular
  • Publicação da “Gramática belarussa escolar” por Branisłaŭ Taraškievič
  • Terceiro Estatuto da República Popular Belarussa: proclamação da Independência

Jazep Losik

1883–1940

Soviética Socialista República da Bielorrússia

Ciška Hartny

1887–1937
  • 6a Conferência Noroeste do Partido de Trabalhadores e Camponeses (bolchevique) adotou a resolução sobre a proclamação da independente República Soviética da Bielorrússia

    A ascensão do movimento de libertação nacional em Belarús, a proclamação da República Popular Belarussa e as atividades dos seus órgãos de poder pressionaram o governo dos bolcheviques ao reconhecimento formal do direito do povo belarusso a autodeterminação e soberania nacional.

  • O governo interino da Bielorrússia publicou o manifesto dedicado à criação da SSRB
  • Exclusão das províncias de Smolensk, Viciebsk e Mahilioŭ da SSRB

Alaksandar Miasnikoŭ

1886–1925

Litbel

Vincas Mickiavičus-Kapsukas

1879–1928
  • Comitê Central do Partido dos Trabalhadores e Camponeses (bolchevique) decidiu a criação da Litbel (República Socialista Soviética Lituano-Bielorrussa)

    Litbel foi criada como um estado-tampão entre a Federação Russa e a Polônia e existiu por alguns meses.

  • Quase três quartos do território da Litbel ocupados pelas tropas da Polônia
  • Terminou a existência da Litbel

República Socialista Soviética da Bielorrússia

Jafim Hienkin

1896–1938
  • Segunda criação da RSSB (República Socialista Soviética da Bielorrússia)

    O regime soviético estabelecido no território oriental de Belarús, no verão de 1920. No dia 31 de julho de 1920 foi anunciada a Declaração de Independência da República Socialista Soviética da Bielorrússia, no congresso do Partido Comunista da Lituânia e Bielorrússia, organizações soviéticas e sindicalistas de Minsk e região.

  • Criação do território da Lituânia Média nas áreas da Lituânia oriental e Belarús ocidental com o centro em Vilnius

Vilhielm Knoryn

1890–1938

Vaclaŭ Bahucki

1884–1937
  • Transferência de 15 municípios e regiões das províncias de Viciebsk, Homiel e Smolensk para a RSSB

Alaksandar Asatkin-Uładzimirski

1885–1937

Alaksandar Krynicki

1894–1937

Vilhielm Knoryn

1890–1938

Jan Hamarnik

1894–1937

Kanstancin Hiej

1896–1939

Mikałaj Hikała

1897–1938

Vasil Šaranhovič

1897–1938
  • Nesta época é divulgada a versão de que na Bielorrússia existem movimentos anti-soviéticos e a organização fascista-nacional encabeçada pelos líderes da República. Como resultado, 99 dos 101 primeiros secretários dos comitês distritais do Partido Comunista foram reprimidos.

Jakaŭ Jakaŭleŭ

1896–1938

Alaksiej Vołkaŭ

1890–1942

Pancielajmon Panamarenka

1902–1984
  • Início da Segunda Guerra Mundial
  • Tropas Soviéticas entraram na Belarús Ocidental e Ucrânia Ocidental
  • Vilnius e a região de Vilnius adicionadas à Lituânia
  • Território da Belarús Ocidental entrou na RSSB
  • Três distritos das regiões de Vilejka e Białystok adicionados à República Soviética Socialista da Lituânia
  • Início da Grande Guerra Patriótica

    Durante a guerra, 209 cidades e vilas, e 9.200 aldeias belarussas foram queimadas e destruídas. Um terço da população da RSSB foi morta.

  • Início da operação “Bagration”
  • Libertação de Minsk dos nazistas
  • Região de Białystok e parte da região de Brest adicionadas à Polônia
  • Fim da Grande Guerra Patriótica
  • Belarús é um dos fundadores da Organização das Nações Unidas

Mikałaj Husaraŭ

1905–1985

Mikałaj Patoličaŭ

1908–1989
  • Entrada na UNESCO

    Degelo de Khrushchev. Democratização da vida pública, muitas vítimas da repressão foram reabilitadas.

Kirył Mazuraŭ

1914–1989

Piotr Mašeraŭ

1918–1980
  • Belarús atinge o número da população que tinha antes da última guerra

Cichan Kisialioŭ

1917–1983

Mikałaj Sliunkoŭ

Nasceu em 1929
  • Desde meados dos anos 1980 começou a reforma do sistema político, democratização da sociedade e construção da nação belarussa. O sistema multi-partidário começou sua formação.

  • Catástrofe de Chernobyl

Jafrem Sakaloŭ

Nasceu em 1926
  • A repressão da manifestação de massas “Dziady-88” dedicada à memória das vítimas do stalinismo
  • Organização do Comitê da Frente Popular Belarussa

Anatol Malafiejeŭ

Nasceu em 1933

Mikałaj Dziemianciej

Nasceu em 1930

República de Belarús

Stanisłaŭ Šuškievič

Nasceu em 1934
  • Pahonia tornou-se o brasão de armas oficial, a bandeira oficial é a branca-vermelha-branca

    No final do século XX Belarús tornou-se um estado independente. Nas últimas décadas o povo belarusso têm não só preservado e restaurado a herança dos antepassados e da história do país, mas também colocado muito esforço em seu desenvolvimento.

  • Assinado o Acordo de Belaveža sobre o término da existência da URSS e a criação da União dos Estados Independentes
  • Introduzidos rublos belarussos como moeda do país, informalmente conhecida como “záitchyki” (“lebrinhas”), por ter imagem de lebre na nota de 1 rublo
  • Kurapaty, local dos massacres feitos por NKVD, incluído na lista do patrimônio cultural

Miečysłaŭ Hryb

Nasceu em 1938

Alaksandar Łukašenka

Nasceu em 1954

O Time Do Projeto

Alaksiej
Čarankievič
Ideia e design
Volha
Franco
Tradução para português
Paterson
Franco
Tradução para português
Hanna
Šyrajeva
Textos
Jaŭhien
Špileŭski
Front-end
Viktar
Jakunin
Administração
Pavał
Kiedzič
Conselhos importantes
Quer ver de novo?